Anticoncepcional Masculino
NOVO CONSENSO INTERNACIONAL DE CÂNCER DE MAMA
14/04/2023
NOVO MEDICAMENTO FALSIFICADO
20/04/2023
NOVO CONSENSO INTERNACIONAL DE CÂNCER DE MAMA
14/04/2023
NOVO MEDICAMENTO FALSIFICADO
20/04/2023

Medicamento injetável indiano está em fase final pré comercialização.

Técnicas alternativas a vasectomia tem sido pesquisadas mas ainda não são amplamente utilizadas. Uma delas, chamada de inibição reversível de espermatozóides sob orientação (RISUG, em inglês), envolve a injeção via percutânea de um polímero não esclerótico no ducto deferente, que leva a azoospermia.

Sua ação oferece uma contracepção estimada em 10 anos livre de efeitos adversos. A substância é reversível sem necessidade cirurgia. Ensaios clínicos estão em andamento no Indian Institute of Technology Kharagpur.

A vasectomia é o método mais eficaz de contracepção masculina permanente e o único método amplamente disponível. O procedimento envolve a interrupção ou oclusão de cada ducto deferente e é tipicamente realizado em regime ambulatorial sob anestesia local. Este tópico discute aconselhamento ao paciente, preparação pré-operatória, técnicas cirúrgicas, cuidados pós-operatórios e complicações, e reversão da vasectomia. O efeito da vasectomia na saúde geral do paciente (por exemplo, cardiovascular ou câncer de próstata) também é discutido. Métodos alternativos de contracepção são discutidos em outro tópico.

Utilização e Custo

Em todo o mundo, aproximadamente 33 milhões de casais casados usam a vasectomia como método de contracepção. Aproximadamente [527.000] vasectomias foram realizadas nos Estados Unidos em 2015. Dados coletados nos EUA em 2002 mostraram que a vasectomia era usada por 5,7 por cento dos homens com idades entre 15 e 44 anos, tornando-se o quarto método contraceptivo mais comumente usado na época, após preservativos, contraceptivos orais e laqueadura tubária. Desde então, houve uma diminuição substancial na proporção de homens em todos os grupos etários que usam a vasectomia nos EUA. Em 2015, os homens com idades entre 35 e 44 anos tiveram a taxa mais alta de vasectomia (1,3%).

Fonte: UptoDate 

doctorhub.com.br

Comments are closed.