INTERROMPENDO A TERAPIA ENDÓCRINA PARA TENTAR GRAVIDEZ APÓS CÂNCER DE MAMA.

INTERROMPENDO A TERAPIA ENDÓCRINA PARA TENTAR GRAVIDEZ APÓS CÂNCER DE MAMA.

ASSOCIAÇÃO ENTRE A INFECÇÃO POR VÍRUS SINCICIAL RESPIRATÓRIO DURANTE A INFÂNCIA E A ASMA DURANTE A INFÂNCIA.
12/05/2023
CÂNCER EM PESSOAS TRANSGÊNEROS E COM DIVERSIDADE DE GÊNERO.
18/05/2023
ASSOCIAÇÃO ENTRE A INFECÇÃO POR VÍRUS SINCICIAL RESPIRATÓRIO DURANTE A INFÂNCIA E A ASMA DURANTE A INFÂNCIA.
12/05/2023
CÂNCER EM PESSOAS TRANSGÊNEROS E COM DIVERSIDADE DE GÊNERO.
18/05/2023

Faltam dados prospectivos sobre o risco de recorrência entre mulheres com câncer de mama precoce positivo para receptores hormonais que descontinuam temporariamente a terapia endócrina para tentar a gravidez.

Realizamos um estudo de grupo único no qual avaliamos a interrupção temporária da terapia endócrina adjuvante para tentar a gravidez em mulheres jovens com câncer de mama anterior. As mulheres elegíveis tinham 42 anos de idade ou menos; tinham tido doença em estágio I, II ou III; tinham recebido terapia endócrina adjuvante por 18 a 30 meses; e desejavam gravidez. O principal ponto final foi o número de eventos de câncer de mama (definido como recorrência local, regional ou distante de câncer de mama invasivo ou novo câncer de mama invasivo contralateral) durante o acompanhamento. A análise primária foi planejada para ser realizada após 1600 pacientes-anos de acompanhamento. O limite de segurança pré-especificado foi a ocorrência de 46 eventos de câncer de mama durante este período. Os resultados do câncer de mama neste grupo de interrupção do tratamento foram comparados com aqueles em uma coorte de controle externo composta por mulheres que teriam atendido aos critérios de entrada para o estudo atual.

RESULTADOS

Entre 516 mulheres, a idade média foi de 37 anos, o tempo médio desde o diagnóstico do câncer de mama até a inscrição foi de 29 meses e 93,4% tinham doença em estágio I ou II. Entre 497 mulheres que foram acompanhadas quanto ao status de gravidez, 368 (74,0%) tiveram pelo menos uma gravidez e 317 (63,8%) tiveram pelo menos um nascimento vivo. No total, nasceram 365 bebês. Aos 1638 pacientes/anos de acompanhamento (acompanhamento médio, 41 meses), 44 pacientes tiveram um evento de câncer de mama, um resultado que não excedeu o limite de segurança. A incidência de eventos de câncer de mama em 3 anos foi de 8,9% (intervalo de confiança de 95% [IC], 6,3 a 11,6) no grupo de interrupção do tratamento e 9,2% (IC 95%, 7,6 a 10,8) na coorte de controle.

CONCLUSÕES

Entre mulheres selecionadas com câncer de mama precoce positivo para receptores hormonais anteriores, a interrupção temporária da terapia endócrina para tentar a gravidez não conferiu um risco maior de curto prazo de eventos de câncer de mama, incluindo recorrência à distância, do que na coorte de controle externo. Um acompanhamento adicional é fundamental para informar a segurança a longo prazo. (Financiado pela ETOP IBCSG Partners Foundation e outros; número POSITIVE ClinicalTrials.gov

doctorhub.com.br

Comments are closed.