SIMPLES NACIONAL PARA MÉDICOS: O QUE É E COMO FUNCIONA?

SIMPLES NACIONAL PARA MÉDICOS: O QUE É E COMO FUNCIONA?

MÉDICO PODE SER MEI? O QUE DIZ A LEI E ESPECIALISTAS EM CONTABILIDADE
01/08/2023
ESTUDO PROMETE IDENTIFICAR A DEMÊNCIA DOS CORPOS DE LEWY ANTES DOS SINTOMAS
04/08/2023
MÉDICO PODE SER MEI? O QUE DIZ A LEI E ESPECIALISTAS EM CONTABILIDADE
01/08/2023
ESTUDO PROMETE IDENTIFICAR A DEMÊNCIA DOS CORPOS DE LEWY ANTES DOS SINTOMAS
04/08/2023

Regime de Tributação Simples Nacional para médicos – o que é e como funciona, para a correta tomada de decisão, pagando menos impostos e atendendo a legislação em vigor? 

O mundo da contabilidade pode ser assustador ainda mais um profissional com uma agenda cheia como é o médico. O assunto é complexo e nem sempre há tempo necessário para se informar sobre tudo.

Neste artigo, vamos explicar e descomplicar como funciona o Simples Nacional para médicos.

O que é o Simples Nacional?

É um regime tributário que que oferece uma carga tributária menor e mais simples. O Simples Nacional une todos os impostos federais, estaduais e municipais.

Para aderir ao Simples Nacional, as empresas precisam faturar, no máximo, R$ 4,8 milhões por ano

As alíquotas variam de acordo com o faturamento e com anexos, de acordo com os segmentos de atuação das empresas (prestação de serviços, comércio e indústria).

Como é menos burocrático, costuma ser um queridinho dos médicos

Mas embora tenha “simples” no nome, não é tão simples assim, pois quanto maior a receita, maior será a tributação!

Se o faturamento da clínica ou do consultório for de até R$ 180 mil, vale a pena, porque a taxa será de 6% – a menor possível! Porém, se você estiver faturando mais, as taxas podem chegar a até 33%!

Médicos podem optar pelo Simples Nacional?

Sim, mas é preciso atenção! O Simples Nacional pode não ser o mais vantajoso para você. Essa não é uma decisão simples, mas na faculdade, os médicos não recebem informações sobre esse aspecto profissional. É comum que muitos médicos acabem perdendo dinheiro por falta de conhecimento tributário. 

Quais impostos o Simples Nacional unifica?

O Simples Nacional pode unificar até 8 impostos, entre federais, estaduais e municipais.

Veja, a seguir, quais são eles.

Federais: IRPJ, CSLL, PIS/Pasep, Cofins, IPI e CPP.

Estaduais e Municipais: ICMS e ISS.

Todos esses tributos são recolhidos por meio de uma única guia de pagamento. É o Documento Único de Arrecadação (DAS). 

O que é o fator R dentro do Simples Nacional?

Em resumo: se a folha de pagamento da empresa (incluindo o pró-labore) corresponder a, no mínimo, 28% do faturamento, ela se encaixa no Anexo 3, caso contrário, deverá usar o Anexo 5.

A principal diferença entre o Anexo 3 e o Anexo 5 é a incidência de impostos, ou seja, se a sua empresa faturar mais de R$ 3 milhões mensais, a taxa de impostos pode variar entre 30,5% e 33%. 

Se você conseguir aproveitar as cobranças reduzidas do Anexo 3, é uma ótima oportunidade para reinvestir o que sobrar na própria empresa.

Como funciona o Simples Nacional para médicos?

Sabemos que é muito comum que o médico opte por fazer um CNPJ médico. Isso porque se tornar um prestador de serviços (PJ) é vantajoso em vários aspectos, como Mais flexível, Mais oportunidades de empregos e Menos impostos.

Normalmente, a atividade médica se encaixa no anexo 5, cuja alíquota mínima é de 15,5%. A máxima pode chegar a 30,5%, dependendo do faturamento. Com o fator R, a empresa pode ser enquadrada no anexo 3, com taxas um pouco mais baixas. 

Simples Nacional ou Lucro Presumido: Qual a melhor opção de tributação?

O lucro presumido também é uma opção utilizada pelos profissionais da Medicina. É ideal para o profissional que fatura até R$ 78 milhões anuais.  O imposto é calculado sobre a presunção de lucro, que é de 32% do faturamento.

O médico terá de pagar impostos mensais – PIS, COFINS e ISSQN – e trimestrais – IRPJ e CSLL. Os impostos trimestrais (IRPJ e CSLL) são calculados com base em uma estimativa pré-definida pelo governo que presume que o profissional tem 32% de lucro. 

O percentual médio de tributação para médicos varia entre 13,33% e 16,66% ao mês.

Cumprindo esses requisitos, você entra no Anexo 3, com alíquota mínima de 6%. Caso contrário, você entra no Anexo 5, cuja alíquota mínima é de 15,5% e aumenta conforme o faturamento da clínica médica.

O Lucro presumido é uma boa alternativa quando o Simples Nacional deixa de ser atrativo!

Na dúvida, procure um especialista!

Uma consultoria contábil especializada na área médica, não serve apenas para fazer cálculos e mostrar o melhor caminho para pagar menos impostos, ela caminha lado a lado, auxiliando na tomada de decisões financeiras.

Fonte: https://www.medassistservicos.com.br/blog/simples-nacional-para-medicos/

doctorhub.com.br

Comments are closed.