Efeito da metilprednisolona oral | DoctorHub

Efeito da metilprednisolona oral no declínio da função renal ou insuficiência renal em pacientes com nefropatia por IgA

Ressonância magnética para o diagnóstico de carcinoma hepatocelular em adultos com doença hepática crônica
27/05/2022
Selinexor em lipossarcoma metastático desdiferenciado avançado: um estudo multinacional, randomizado, duplo-cego, controlado por placebo
27/05/2022
Ressonância magnética para o diagnóstico de carcinoma hepatocelular em adultos com doença hepática crônica
27/05/2022
Selinexor em lipossarcoma metastático desdiferenciado avançado: um estudo multinacional, randomizado, duplo-cego, controlado por placebo
27/05/2022

Neste ensaio clínico randomizado controlado por placedo, pacientes com nefropatia por IgA que usaram metilprednisolona oral por 6 a 9 meses tiveram menos efeitos colaterais renais em uma média de 4,2 anos.

IMPORTÂNCIA

O efeito dos glicocorticóides nos principais desfechos renais e eventos adversos na nefropatia por IgA tem sido incerto.

OBJETIVO

Avaliar a eficácia e os efeitos adversos da metilprednisolona em pacientes com nefropatia por IgA com alto risco de declínio da função renal.

DESENHO, CENÁRIO E PARTICIPANTES

Um ensaio clínico internacional, multicêntrico, duplo-cego e randomizado que envolveu 503 participantes com nefropatia por IgA, proteinúria maior ou igual a 1 g por dia e taxa de filtração glomerular estimada (eGFR) de 20 a 120 mL /min/1,73 m2 após pelo menos 3 meses de cuidados de base otimizados de 67 centros na Austrália, Canadá, China, Índia e Malásia entre maio de 2012 e novembro de 2019, com acompanhamento até junho de 2021.

INTERVENÇÕES

Os participantes foram randomizados em uma proporção de 1:1 para receber metilprednisolona oral (inicialmente 0,6-0,8 mg/kg/d, máximo 48 mg/d, desmame em 8 mg/d/mês; n = 136) ou placebo (n = 126 ). Após 262 participantes serem randomizados, um excesso de infecções graves foi identificado, levando à redução da dose (0,4 mg/kg/d, máximo 32 mg/d, desmame em 4 mg/d/mês) e adição de antibioticoprofilaxia para pneumonia por pneumocystis para participantes subsequentes (121 no grupo metilprednisolona oral e  120 no grupo placebo).

PRINCIPAIS RESULTADOS E MEDIDAS

O desfecho primário foi um composto de 40% de declínio na eGFR, insuficiência renal (diálise, transplante) ou morte por doença renal. Houve 11 desfechos secundários, incluindo insuficiência renal.

RESULTADOS

Entre 503 pacientes randomizados (idade média, 38 anos; 198 [39%] mulheres; eGFR média, 61,5 mL/min/1,73 m2; proteinúria média, 2,46 g/d), 493 (98%) completaram o estudo. Em uma média de 4,2 anos de acompanhamento, o desfecho primário ocorreu em 74 participantes (28,8%) no grupo metilprednisolona em comparação com 106 (43,1%) no grupo placebo (razão de risco [HR], 0,53 [IC 95%, 0,39-0,72]; P < .001; diferença absoluta da taxa anual de eventos, -4,8% ao ano [IC 95%, -8,0% a -1,6%]). O efeito no desfecho primário foi observado em cada dose em comparação com os participantes relevantes no grupo placebo recrutados para cada regime (P para heterogeneidade = 0,11): dose total HR, 0,58 (IC 95%, 0,41-0,81); dose reduzida HR, 0,27 (IC 95%, 0,11-0,65). Dos 11 desfechos secundários pré-especificados, 9 mostraram diferenças significativas a favor da intervenção, incluindo insuficiência renal (50 [19,5%] vs 67 [27,2%]; HR, 0,59 [IC 95%, 0,40-0,87]; P = . 008; diferença de taxa anual de eventos, -2,9% ao ano [IC 95%, -5,4% a -0,3%]). Eventos adversos graves foram mais frequentes com metilprednisolona vs placebo (28 [10,9%] vs 7 [2,8%] pacientes com eventos adversos graves), principalmente com terapia de dose completa em comparação com placebo correspondente (22 [16,2%] vs 4 [3,2 %]).

CONCLUSÕES E RELEVÂNCIA

Entre os pacientes com nefropatia por IgA com alto risco de progressão, o tratamento com metilprednisolona oral por 6 a 9 meses, comparado ao placebo, reduziu significativamente o risco do desfecho composto de declínio da função renal, insuficiência renal ou morte por doença renal . No entanto, a incidência de eventos adversos graves foi aumentada com metilprednisolona oral, principalmente com terapia de alta dose.

Para ler o resumo completo, em português, acesse a plataforma. Ainda não é cadastrado? Cadastre-se aqui .

Este resumo refere-se ao conteúdo originalmente publicado em: https://jamanetwork.com/journals/jama/article-abstract/2792252

doctorhub.com.br

Comments are closed.