A COESÃO FAMILIAR MODERA A RELAÇÃO ENTRE A SIMILARIDADE DO PADRÃO DE CONECTIVIDADE NEURAL PAI-FILHO E O AJUSTE EMOCIONAL DA JUVENTUDE.

A COESÃO FAMILIAR MODERA A RELAÇÃO ENTRE A SIMILARIDADE DO PADRÃO DE CONECTIVIDADE NEURAL PAI-FILHO E O AJUSTE EMOCIONAL DA JUVENTUDE.

COMPARAÇÃO DE SINTOMAS GASTROINTESTINAIS EM MULHERES COM ENDOMETRIOSE VERSUS MULHERES COM SÍNDROME DO INTESTINO IRRITÁVEL.
07/07/2023
EXISTE UM PADRÃO ALIMENTAR CAPAZ DE REDUZIR O PROCESSO NEURODEGENERATIVO?
07/07/2023
COMPARAÇÃO DE SINTOMAS GASTROINTESTINAIS EM MULHERES COM ENDOMETRIOSE VERSUS MULHERES COM SÍNDROME DO INTESTINO IRRITÁVEL.
07/07/2023
EXISTE UM PADRÃO ALIMENTAR CAPAZ DE REDUZIR O PROCESSO NEURODEGENERATIVO?
07/07/2023

Apesar de um aumento recente nas pesquisas sobre a semelhança neural entre pais e filhos usando ressonância magnética funcional (fMRI), ainda há a necessidade de investigar como essa semelhança pode desempenhar um papel no ajuste emocional das crianças.

No estudo, trinta e dois pares de pais e filhos (pais: idade média = 43,53 anos, 72% mulheres; crianças: idade média = 11,69 anos, 41% mulheres) assistiram a um filme animado que evoca emoções enquanto eram escaneados usando fMRI. Primeiro, foi quantificada a semelhança da interação da rede emocional com outras regiões cerebrais na resposta ao filme emocionante entre pais e filhos. Em seguida, foi examinada a associação entre essa semelhança neural entre pais e filhos e o ajuste emocional das crianças, levando em consideração o papel moderador da coesão familiar.

Os resultados revelaram que uma maior semelhança entre pais e filhos no padrão de conectividade funcional durante a visualização do filme estava associada a um melhor ajuste emocional das crianças, incluindo menor afeto negativo, menor ansiedade e maior resiliência do ego. Além disso, essas associações foram significativas apenas em famílias com maior coesão, e não em famílias com menor coesão.

Essas descobertas contribuem para a compreensão dos mecanismos neurais que sustentam a sincronia e sintonia entre pais e filhos, e fornecem evidências empíricas inovadoras de que os processos neurais compartilhados entre pais e filhos em situações emocionais podem trazer benefícios às crianças. Além disso, destacam a importância de considerar os contextos familiares específicos nos quais a semelhança neural entre pais e filhos pode ser benéfica ou prejudicial para o desenvolvimento das crianças, apontando uma direção crucial para pesquisas futuras.

Fonte: Family Cohesion Moderates the Relation between Parent-Child Neural Connectivity Pattern Similarity and Youth’s Emotional Adjustment – PubMed (nih.gov)

doctorhub.com.br

Comments are closed.